Após boato, companhia desmente queda de avião no Pará

Na quarta, dia 21 de fevereiro, uma mensagem relatando um suposto acidente aéreo da Azul, no estado do Pará, circulou no Facebook e no WhatsApp(foto: Azul Linhas Aéreas/Divulgação)Na quarta, dia 21 de fevereiro, uma mensagem relatando um suposto acidente aéreo da Azul, no estado do Pará, circulou no Facebook e no WhatsApp (foto: Azul Linhas Aéreas/Divulgação)

A notícia da queda de um avião da Azul Linhas Aéreas, que circulou nas redes sociais, especialmente no Facebook e no aplicativo WhatsApp, nessa quarta (21/2) deixou muita gente preocupada. A informação dava conta de que uma aeronave da empresa teria explodido no ar depois de deixar o aeroporto de Belém, no Pará, em direção a Cuiabá, no Mato Grosso. A mensagem dizia até que havia 80 passageiros a bordo e que o incidente teria ocorrido na região do rio Xingu.
Logo que o boato começou a tomar grandes proporções, a Azul decidiu usar sua conta oficial no Twitter para acalmar seus seguidores e clientes. “Informamos que nossas operações seguem normalmente, sem incidentes nesta quarta-feira (21/2)  #FakeNews”, publica a empresa aérea fundada em 2008, em São Paulo (SP).
Apesar da mensagem que circulou na internet ter se mostrado ser mais uma “fake news” (notícia falsa), a imprensa paraense confirma que uma aeronave de pequeno porte, possivelmente com capacidade para seis pessoas, que saiu de Belém (PA) em direção a Cuiabá (MT), teria explodido em pleno ar quando estava a cerca de 100 km do centro da cidade de São Félix do Xingu, no Pará.
“As informações que nos chegam é que o avião caiu em meio a mata de fazenda, que pertence a um médico e empresário local, que logo pediu que seus funcionários averiguassem o local, mesmo em meio a muita chuva. Até o momento são as únicas informações. Um fato que comprova que o avião não é comercial, é que poderia estar sendo rastreado e informações já viriam à tona, sendo que até por meio de aplicativos podem ser monitorados”, diz uma matéria publicada pelo portal paraense Canaã.
O governo do estado do Pará emitiu um comunicado à imprensa, dizendo que a secretaria de Segurança Pública e Defesa Social está em contato direto com a Aeronática para apurar as informações sobre o acidente aéreo na região de São Félix do Xingu.
De qualquer forma, é preciso cuidado com as mensagens que circulam nas redes sociais. Na maioria das vezes, não há uma apuração precisa e nem uma fonte confiável das supostas “informações”.
Após boato, companhia desmente queda de avião no Pará
Rate this post
STJ nega recurso de assassino de Dorothy Stang para reduzir pena
Paciente indiano sobrevive à extração de tumor cerebral de quase 2 kg