Banhistas fazem corrente humana para salvar uma família de afogamento

Reprodução de internet As 80 pessoas se agarravam dando as mãos e alcançando uma distância de cerca de 100 metros: todos foram salvos
Era para ser um simples dia de diversão na praia com a família. No entanto, o passeio de Roberta Ursey na praia de Panama City, na Flórida, no Sudeste dos Estados Unidos, quase acabou em tragédia se ela não contasse com a solidariedade humana. Após o banho de mar, a mulher viu os filhos sendo puxados pela correnteza para o fundo do mar. A ajuda veio de cerca de 80 banhistas que formaram uma corrente humana para resgatar as crianças.
Roberta Ursey estava na companhia da mãe, marido, filhos e sobrinhos. Todos curtiam as ondas, mas a mulher percebeu que os dois filhos estavam bem longe da areia, chorando e gritando por socorro, por conta da correnteza no local que os afastava da praia. Ela, o pai dos pequenos, um primo, a avó e mais três pessoas que se solidarizaram, correram para tentar buscá-los, mas também acabaram sendo arrastados pela força da água.

Reprodução de internet Imagem postada em rede social mostra as pessoas formando a corrente humana

Leia mais notícias em Mundo

A banhista Jessica Simons e o marido dela presenciaram a cena e organizaram em segundos um plano de resgate. Enquanto ela correu para a água, usando uma prancha de bodyboard que encontrou na areia, o marido começou a formar uma fila de pessoas no mar para tentar trazer as pessoas que se afogavam de volta, conforme contou Jessica ao jornal News Herald.
Jessica seguiu remando até o encontro das vítimas e via ao mesmo tempo crescer a grande corrente humana no mar. As 80 pessoas se agarravam dando as mãos e alcançando uma distância de cerca de 100 metros. “Foi algo impressionante de ver”, afirmou a banhista ao jornal. Todos foram salvos.
Roberta Ursey comentou mmomentos depois que não lembra de ter sido resgata. Ela desmaiou e só foi acordar na praia. “Essas pessoas são anjos de Deus que estavam no lugar certo, na hora certa”, falou aos jornais locais após o susto. A mãe dela sofreu um infarto e foi hospitalizada. Um sobrinho de Roberta quebrou a mão e continua se recuperando assim como os demais familiares.
Banhistas fazem corrente humana para salvar uma família de afogamento
Rate this post
Macron pressiona Alemanha a se comprometer mais com zona do euro
Depois de lutar contra câncer, Nobel chinês Liu Xiaobo morre aos 61 anos