Campanha contra sarampo e poliomielite se encerra nesta sexta-feira

(foto: Bárbara Cabral/Esp. CB/D.A Press)(foto: Bárbara Cabral/Esp. CB/D.A Press)

 

Após ter sido prorrogada, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e o Sarampo se encerrará nesta sexta-feira (14/9). A meta da mobilização é imunizar 95% das crianças entre um e menores de cinco anos. Até a publicação desta matéria, de acordo com o Ministério da Saúde, 94% foram vacinadas. A capital paulista, que atingiu 92% das crianças, terá um mutirão neste sábado (15/9) para tentar alcançar a meta.

O ministério informou que 11 Estados conseguiram atingir a meta: Mato Grosso do Sul, Ceará, Goiás, Paraíba, Maranhão, Sergipe, Espírito Santo, Santa Catarina, Pernambuco, Rondônia e Amapá.

“Cerca de 800 mil crianças ainda não tomaram as vacinas contra as duas doenças. Na faixa etária de três e quatro anos, a cobertura vacinal está acima da meta, com 96,95% e 95,44%, respectivamente. A maior preocupação é com faixa de um ano de idade, cuja cobertura ainda está em 85,45%”, diz a pasta. O objetivo é imunizar 11,2 milhões de crianças no País.

A cidade de São Paulo vai ampliar a mobilização até o Sábado em mais de 80 postos de vacinação e no posto volante no piso térreo do Santana Parque Shopping, na zona norte, das 10h às 17h.

A Secretaria Municipal da Saúde informou que, embora a capital ainda não tenha atingido a meta, há regiões que já conseguiram superar o índice.

“É o caso da região leste, que soma 102,1% de cobertura tanto para a dose de pólio quanto para a tríplice viral. Outra região que também atingiu a meta foi a sul, com cobertura de 96,2% para pólio e 95,3% da tríplice. As menores coberturas foram registradas no centro, com 79,2% de pólio e 76,4% da tríplice, e na oeste, com 77,1% de pólio e 79,1% de tríplice.”

No Estado de São Paulo, 93% do público-alvo foi vacinado. O Estado não registra casos de poliomielite há 30 anos e não são contabilizados casos autóctones de sarampo desde 2000.

Campanha contra sarampo e poliomielite se encerra nesta sexta-feira
Rate this post
Brasil fica estagnado no ranking do IDH e ocupa 79ª colocação entre 189 países
Furacão Florence toca terra, é rebaixado à categoria 1 mas ainda ameaça