Chefe de espionagem de Obama preocupado por Trump controlar armas nucleares

 NICHOLAS KAMM

O ex-diretor de Inteligência sob a administração de Barack Obama, James Clapper, disse estar preocupado com a ideia de Donald Trump poder decidir sozinho sobre um ataque nuclear.

Saiba mais

  • Livro de Hillary Clinton fala de sua repulsa visceral por Trump

    Livro de Hillary Clinton fala de sua repulsa visceral por Trump

  • Hillary Clinton relata tentativa de intimidação de Trump durante debate

    Hillary Clinton relata tentativa de intimidação de Trump durante debate

“Realmente me questiono sobre sua capacidade, sua aptidão para ocupar esta função e começo a me perguntar sobre suas motivações”, afirmou Clapper na quarta-feira na CNN, onde intervém como analista.

Seus comentários foram feitos em reação ao comício de Donald Trump na noite de terça-feira em Phoenix, Arizona, durante o qual atacou a imprensa e senadores de seu próprio partido durante um longo e incoerente discurso.

“Pode representar” uma ameaça à segurança nacional, acrescentou o ex-funcionário do governo de Obama. “Me preocupa que tenha acesso aos códigos nucleares”, declarou.

Leia mais notícias em Mundo

“Se tiver um acesso de raiva, decidir fazer algo contra Kim Jong-UN, não há muito a fazer para impedir”, assinalou Clapper. “O sistema foi concebido para permitir uma resposta rápida em caso de necessidade. Há poucos freios à ativação nuclear, o que é aterrorizante”.

Designado por Barack Obama, James Clapper, de 76 anos, comandou os Serviços de Inteligência de 2010 a 2017.

Chefe de espionagem de Obama preocupado por Trump controlar armas nucleares
Rate this post
Exoesqueleto é chance para crianças com sequelas de paralisia andarem só
Angola elege sucessor do presidente Santos após 38 anos no poder