China aposta em países em desenvolvimento após a cúpula dos Brics

 Kenzaburo Fukuhara / AFP

Com uma oferta de US$ 500 milhões de Pequim para consolidar o  Fundo de Assistência de Cooperação Sul-Sul e potencializar os países em desenvolvimento, o presidente da China, Xi Jinping, procurou reequilibrar nesta terça-feira (5/9) sua posição na agenda política mundial, durante o encerramento da 9 ª cúpula do Brics na cidade de Xiamen, no sul da China. A informação é de Leticia Pogoriles, da agência Télam.

“A China proporcionará US$ 500 milhões para ajudar outros países em desenvolvimento a lidar com desafios como fome, refugiados, mudanças climáticas e saúde pública”, anunciou o mandatário  chinês.
Leia mais notícias em Mundo
Durante a 9ª Cúpula do Brics, bloco que reúne China, Brasil, Índia, Rússia e África do Sul, a ênfase foi em “cooperação pragmática”; segurança e “equidade internacional para tornar a globalização econômica mais inclusiva e aberta”, segundo destacou o presidente chinês no final do evento.
China aposta em países em desenvolvimento após a cúpula dos Brics
Rate this post
Ministro Raul Jungmann diz que Rio vive 'falência múltipla dos órgãos'
Coreia do Norte ameaça EUA e diz que país está 'pedindo por uma guerra'