Cingapura tem uma mulher como presidente pela primeira vez

Mark Cheong/The Straits Times/EFE Halimah Yacob será a primeira mulher a presidir Cingapura

A muçulmana Halimah Yacob será a primeira mulher a ocupar o cargo de  presidente de Cingapura, após a Comissão Eleitoral anunciar nesta segunda-feira (11/9) que sua candidatura foi a única a preencher todos os requisitos para as eleições presidenciais de 23 de setembro. A informação é da EFE.

A comissão previa anunciar os candidatos aprovados, dos cinco que se postularam, na próxima quarta-feira, mas ao invés disso declarará Halimah como a nova chefe de Estado. Ela sucederá de forma automática Tony Tan, que foi o sétimo presidente de Cingapura.
A vencedora declarou hoje à imprensa que a sua função de governante é representar todas as raças, crenças e comunidades e atuar como “força unificadora”, segundo a emissora Channel News Asia. “O mais importante para mim será trabalhar em colaboração com todos os cingapurianos”, acrescentou a política, formada em Direito.
Leia mais notícias em Mundo
Halimah nasceu em 1954 em Cingapura, filha de um muçulmano de origem indiana e de mãe malaia. Casada e mãe de cinco filhos, iniciou sua vida política no Partido de Ação Popular (PAP), que governa o país desde 1959, e chegou ao Parlamento em 2001.
Em 2011, ela assumiu o Ministério de Esportes, Juventude e Desenvolvimento Comunitário e dois anos depois ocupou a presidência do Parlamento. No mês passado, renunciou à presidência do Legislativo e se desligou do PAP para poder concorrer às eleições presidenciais.
Cingapura tem uma mulher como presidente pela primeira vez
Rate this post
Estados Unidos não podem ser intimidados, diz Donald Trump
Astronauta clica olho do furacão Jose visto do espaço