Constituinte venezuelana ratifica cargo de reitor eleitoral

 Cristian Hernández/EFE Representantes eleitos para a Assembleia Nacional Constituinte posam para foto oficial em frente ao Parlamento em Caracas

A Assembleia Nacional Constituinte da Venezuela (ANC), integrada por pessoas vinculadas ao governo do presidente Nicolás Maduro, ratificou nessa terça-feira (15/8) no cargo o reitor do Conselho Nacional Eleitoral (CNE) Luis Emilio Rondón, o único dos cinco integrantes do órgão que costuma fazer críticas ao chavismo. A informação é da Agência EFE.

Decreta-se “ratificar o cidadão Luis Emilio Rondón González como reitor principal do Conselho Nacional Eleitoral”, diz o documento da Assembleia Constituinte, que foi aprovado por unanimidade.
Na sexta-feira (11/8), a Constituinte ratificou quatro dos cinco reitores do CNE, todos ligados ao governo, mas não o reitor Rondón, que se caracterizou por fazer críticas ao chavismo e que, além disso, tachou de inconstitucional a eleição da ANC. Naquele dia, as quatro autoridades – Tibisay Lucena, presidente do Poder Eleitoral, Tania D’Amelio, Socorro Hernández e Sandra Oblitas – se apresentaram à Constituinte e se subordinaram ao órgão, mas Rondón não compareceu.
O decreto lido hoje pela subsecretária da Assembleia, Carolis Pérez, informa que Rondón compareceu à junta diretora da Assembleia Constituinte “e manifestou a vontade de reconhecer e se subordinar” ao caráter plenipotenciário da Constituinte.
A legitimidade da Assembleia Constituinte, instalada em 4 de agosto,  foi questionada pela aliança opositora Mesa da Unidade Democrática (MUD) e por grande parte da comunidade internacional. As críticas surgiram especialmente depois que a empresa Smarmatic, encarregada da apuração no país, denunciou uma suposta manipulação dos votos por parte do CNE.
Constituinte venezuelana ratifica cargo de reitor eleitoral
Rate this post
Presidente do Peru reitera que não recebeu dinheiro da Odebrecht
Três meses após atentado terrorista, Manchester Arena reabrirá em setembro