Coreia do Norte teria capacidade de colocar bomba nuclear em seus mísseis

STR / KCNA VIS KNS / AFP Lançamento de míssil divulgado pela Coreia do Norte (29/7)

A Coreia do Norte conseguiu miniaturizar o suficiente uma bomba nuclear para colocá-la em um de seus mísseis intercontinentais, e acordo com as conclusões de especialistas de inteligência dos Estados Unidos reveladas nesta terça-feira (8/8) pelo jornal The Washington Post.
Esta capacidade marcaria um importante passo adiante da Coreia do Norte, que se converteria assim em uma potência nuclear, segundo o jornal, que se inteirou de que a Agência de Inteligência e Defesa (DIA) completou o relatório no mês passado.
O regime de Pyongyang testou vários dispositivos atômicos e lançou com sucesso dois mísseis balísticos intercontinentais, capazes de alcançar os Estados Unidos, mas ainda estava em dúvida de sua capacidade de colocar uma bomba atômica em seus lançadores.
A comunidade internacional estava em grande parte convicta de que, apesar de terem passado dez anos desde o primeiro teste nuclear de Pyongyang, em outubro de 2006, a Coreia do Norte ainda precisava de alguns anos para poder dominar a miniaturização de armas nucleares.
No entanto, “a comunidade de inteligência acredita que a Coreia do norte produziu armas nucleares que podem ser inseridas nos mísseis balísticos intercontinentais”, segundo um trecho do relatório citado pelo jornal.
Segundo o Washington Post, o ministério da Defesa do Japão chegou às mesmas conclusões.
Outro relatório oficial americano aponta que Pyongyang tem  cerca de 60 bombas nucleares, de acordo com o jornal, que enfatiza que vários especialistas consideram que este é um número muito elevado.
Coreia do Norte teria capacidade de colocar bomba nuclear em seus mísseis
Rate this post
Papel higiênico com tuítes de Donald Trump esgota
Guarda Bolivariana impede a entrada de deputados no Parlamento da Venezuela