Corpo de Salvador Dalí será exumado amanhã para processo de paternidade

 AFP / STF

A exumação do corpo de Salvador Dalí para extrair amostras de DNA para um processo de paternidade será realizada nesta quinta-feira (20), após o fechamento do Teatro-Museu Dalí ao público. O processo foi apresentado por uma moradora de Figueras, no Nordeste da Espanha. As informações são da Agência EFE.

A informação foi confirmada nesta quarta-feira (19/7) pelo Tribunal Superior de Justiça da Catalunha, que detalhou que a Fundação Museu Dalí solicitou ao juizado de primeira instância número 11 de Madri, encarregado pelo trâmite do processo, que modificasse o horário das diligências para não prejudicar as atividades diárias do museu.
O juizado de Madri admitiu a petição e a transferiu ao juizado de Figueras, que fará as diligências para que se inicie a tarefa de exumação a partir das 20h (horário local, 15h de Brasília).
Fontes jurídicas informaram à Agência EFE da apresentação de dois recursos à petição judicial de coleta de amostras do corpo de Dalí – um da Advocacia do Estado e outro da fundação –, que serão analisados posteriormente, uma vez que nestes tipos de casos de paternidade essas demandas não paralisam as exumações.
Os administradores do museu organizaram meios para facilitar os complexos trabalhos de exumação do corpo de Dalí, que descansa neste centro sob uma laje de uma tonelada e meia de peso. A Fundação Gala-Dalí, que desconhece o tempo que vai durar a intervenção, anunciou em um comunicado que jornalistas serão vetados ao interior do museu e tampouco poderão fazer imagens.
A diretora do museu, junto com os diretores da Fundação Gala-Dalí, darão uma entrevista na sexta-feira (21) pela manhã para expor seu ponto de vista sobre este caso. O objeto desta exumação é confrontar o DNA de Salvador Dalí com o da mulher que se declara filha do pintor, Pilar Abel, que reivindica há anos o reconhecimento do artista como seu pai.
Corpo de Salvador Dalí será exumado amanhã para processo de paternidade
Rate this post
Senado chileno aprova descriminalização do aborto em três casos
Uruguai se torna primeiro país a vender maconha estatal para uso recreativo