Emissão de passaportes é retomada após quase um mês de suspensão

Marcelo Ferreira/CB/D.A Press

 

A partir desta segunda-feira (24/7), a Casa da Moeda do Brasil (CMB) realiza uma megaoperação para zerar a fila de cerca de 175 mil passaportes pendentes, devido à suspensão da emissão do documento por falta de recursos financeiros.
“Por entender a importância da urgente normalização do serviço, a CMB vai trabalhar 24 horas por dia, sete dias por semana, a partir de segunda feira (24), arcando com custos extras para atender a todas as solicitações feitas pelos cidadãos nos postos da DPF [Departamento de Polícia Federal] durante os dias de suspensão”, informou a Casa da Moeda em nota.
De acordo com a Polícia Federal (PF), os pedidos que foram acumulados durante o período de suspensão do serviço serão trabalhados por ordem cronológica de acordo com as solicitações. “A Polícia Federal trabalhará em parceria com a Casa da Moeda para que haja normalização da emissão de passaportes o mais rápido possível”, diz nota da PF.
A Casa da Moeda estima que em até cinco semanas o serviço esteja regularizado, zerando a fila de espera.
O serviço estava suspenso desde 27 de julho após a PF anunciar que não tinha recursos financeiros para continuar emitindo o documento. No último dia 21, o Ministério da Justiça enviou uma verba extra de R$ 102 milhões para a regularização da expedição de passaportes.
Emissão de passaportes é retomada após quase um mês de suspensão
Rate this post
Iêmen pode ultrapassar 600 mil casos de cólera até o fim deste ano
Pais de bebê britânico desistem de buscar terapia alternativa nos EUA