Escócia tem primeiro casamento gay celebrado pela igreja

Reprodução
Peter Matthews e Alistair Dinnie foram os primeiros homossexuais a se casarem em uma igreja anglicana do Reino Unido. A cerimônia, que ocorreu no início deste mês, em Edimburgo, foi aprovada pela Igreja Episcopal Escocesa e repercutiu entre ativistas dos direitos LGBTs ao redor do mundo. Outros casamentos entre pessoas do mesmo sexo foram realizados em igrejas em Glasgow e Moray desde então.
Em junho, Igreja Episcopal votou para alterar a lei canônica e permitir que casais gays se casassem na igreja durante seu Sínodo Geral em Edimburgo. Markus Dunzkofer, reverendo da igreja, disse à BBC, que era um “privilégio e uma honra” celebrar o casamento do casal. 
“Estou encantado que os dois se uniram e tiveram o casamento na igreja. O amor que eles têm um pelo outro é bastante óbvio. Ele não alimentou apenas a mim, mas a muitos membros da congregação. São membros muito ativos e solidários da igreja. Não estaríamos onde estamos sem eles”, acrescentou. 
Os membros da igreja votaram para remover a cláusula doutrinária que afirmava que o casamento era uma “união de um homem e uma mulher”, substituindo-o por uma cláusula que diz que “o clero que não desejar presidir casamentos do mesmo sexo, não será obrigado a fazê-lo contra a consciência”.
O Secretário Geral da Comunhão Anglicana, por sua vez, disse que a decisão “está em desacordo com a posição da maioria de que o casamento é a união ao longo da vida de um homem e uma mulher”.
No ano passado, a Igreja Episcopal dos Estados Unidos foi suspensa de participar na tomada de decisões e impediu a representação de anglicanos em encontros com outros cristãos e grupos de fé depois que apoiou o casamento gay.
Escócia tem primeiro casamento gay celebrado pela igreja
Rate this post
Secretário da Saúde renuncia nos EUA após escândalo de voos fretados
Sem achar vagas, mãe de menina com deficiência chora e critica motoristas