“Histeria militar” contra Coreia do Norte pode virar catástrofe, diz Putin

Kenzaburo Fukuhara/AFP

 

Xiamen, China – O presidente russo, Vladimir Putin, classificou de “inútil e ineficaz” o recurso a novas sanções contra Pyongyang e considerou que “uma histeria militar” a respeito da Coreia do Norte “pode levar a uma catástrofe planetária”. “A Rússia condena os exercícios da Coreia do Norte”, que anunciou no domingo ter testado uma bomba H, “mas o recurso a sanções de qualquer tipo neste caso é inútil e ineficaz”, ressaltou Putin, à margem da reunião de cúpula dos Brics na China.

Saiba mais

“Uma histeria militar não faz nenhum sentido (…) Tudo isto pode levar a uma catástrofe planetária, e a um grande número de vítimas”, advertiu o presidente russo.

Após o sexto teste nuclear de Pyongyang, o mais potente até agora, o governo dos Estados Unidos, seus aliados europeus e o Japão anunciaram na segunda-feira que negociam severas sanções da ONU contra a Coreia do Norte. Mas a posição de China e Rússia — ambas com direito de veto – a respeito ainda é incerta.
Os norte-coreanos “não vão renunciar a seu programa nuclear caso não sintam que estão em segurança. Portanto é necessário abrir um diálogo entre as partes interessadas”, defendeu Putin. Putin parece concordar com a posição de Pequim, que defende uma “solução pacífica” para a crise norte-coreana e a retomada das negociações com o regime de de Kim Jong-Un.
O presidente americano Donald Trump, que prometeu no mês passado a Pyongyang “fogo e fúria” caso prosseguisse com as ameaças contra Washington, afirmou no domingo que a partir de agora “qualquer discurso de apaziguamento não funciona mais”.
“Histeria militar” contra Coreia do Norte pode virar catástrofe, diz Putin
Rate this post
Trump decide sobre permissão de estadia de 800 mil jovens sem documentos
Estados Unidos pressionam na ONU por novas sanções à Coreia do Norte