Hospital afirma que Nobel chinês sofre falência múltipla de órgãos

AFP PHOTO / LIU FAMILY - 14/03/2005

O dissidente chinês Liu Xiaobo sofre de falência múltipla de órgãos, anunciou nesta quarta-feira (12/7) o hospital em que está internado o Prêmio Nobel da Paz de 2010. Ativistas chineses dos direitos humanos, no entanto, questionam os boletins médicos divulgados pelas autoridades e temem uma possível manipulação das informações.

O opositor de 61 anos, que foi diagnosticado com um câncer de fígado em fase terminal, está hospitalizado em liberdade condicional, depois de passar oito anos na prisão para cumprir uma sentença por “subversão”. A China se opõe a ideia de Liu Xiaobo viajar ao exterior para receber tratamento e afirma que seu estado de saúde impede a saída, ao contrário do que afirmaram dois médicos ocidentais que o visitaram na semana passada.
Na terça-feira (11/7), o Hospital Universitário Nº1 de Shenyang (nordeste da China) informou que Liu se encontrava “em estado crítico”. De acordo com o hospital, o paciente sofreu um choque séptico, uma infecção abdominal e foi submetido à diálise.
Leia mais notícias em Mundo
“Como as autoridades controlam todas as informações relativas ao estado de saúde de Liu Xiaobo é difícil verificar a veracidade dos comunicados publicados pelo hospital na internet”, disse à AFP Patrick Poon, diretor chinês da Anistia Internacional. “Alguém poderia perguntar de maneira legítima se as autoridades não publicam estas informações para justificar sua recusa a permitir que deixe o país”, completou.
“Não sabemos em que medida são boletins médicos profissionais ou informações manipuladas com fins políticos”, declarou Maya Wang, da organização de defesa dos direitos humanos Human Rights Watch. Na terça-feira, o governo dos Estados Unidos apresentou uma proposta a China para receber o dissidente e prêmio Nobel da Paz, para que Liu Xiaobo receba tratamento médico.
Hospital afirma que Nobel chinês sofre falência múltipla de órgãos
Rate this post
Milionário russo Agalarov chama de "invenções" e-mails de Trump Jr.
Lote de Omeprazol é suspenso pela Anvisa por erro em rótulo