Imprensa internacional repercute ataque a creche em MG

A imprensa internacional repercutiu nesta quinta-feira (5/10), o ataque a uma creche que deixou cinco mortos – quatro crianças e o homem que colocou fogo no local.

A rede inglesa BBC destacou que pelo menos quatro crianças morreram em um centro especializado no cuidado de crianças, além de destacar que o homem colocou fogo em si mesmo. A BBC diz ainda que vídeos mostram as cenas de caos na área de fora da creche e que 40 pessoas foram levadas a hospitais.
No final do artigo, lembra que o caso mobilizou até o presidente do País, Michel Temer, que fez uma publicação em seu Twitter lamentando o ocorrido. “Eu que sou pai imagino que esta deve ser uma perda muitíssimo dolorosa. Esperamos que essas coisas não se repitam no Brasil”, escreveu. 
O jornal norte-americano The New York Times relata brevemente a situação, dando destaque para o fato de o homem ser funcionário do local há nove anos e que os motivos do ataque não foram esclarecidos. 
O jornal argentino La Crónica destaca que as crianças morreram após um homem ter ‘enlouquecido’ e colocado fogo em uma creche no norte de Minas Gerais. Também destaca que os motivos não estão claros. 

Contexto

Quatro crianças morreram e dezenas de pessoas ficaram feridas após serem atingidas por chamas no Centro Municipal de Educação Infantil Gente Inocente, no município de Janaúba, no norte de Minas Gerais, na manhã desta quinta-feira, 5. O incêndio foi provocado pelo segurança da escola, identificado como Damião Soares dos Santos , de 50 anos. Ele morreu no hospital.
O crime ocorreu quando cerca de 50 alunos e professores estavam em horário de recreio. Segundo o Corpo de Bombeiros, o agressor, identificado como Damião Soares dos Santos, de 50 anos, jogou material inflamável sobre os alunos e provocou as chamas. Em seguida, ateou fogo no próprio corpo. Ao menos quatro crianças de 4 a 6 anos morreram no local e 22 estão feridas, sendo 9 delas em estado grave.
Imprensa internacional repercute ataque a creche em MG
Rate this post
Mais duas crianças e professora morrem; vítimas chegam a sete
Autoridades admitem erro ao divulgar morte de professora em Janaúba