Luisa Mell relata polêmica desistência de pessoas em feira de adoção

Divulgação

Na última quarta-feira (4), o Instituto Luisa Mell promoveu uma feira de adoção na zona sul de São Paulo, uma semana depois de resgatar 135 cães de um canil de Osasco e causar comoção nas redes sociais. A ativista contou ao E+ (seção de entretenimento do portal do jornal O Estado de S.Paulo) que a feira começava às 10 horas, mas que desde às 8 horas já havia uma grande fila em frente ao local da feira. Entretanto, quando os interessados foram informados que os cães disponíveis para adoção não eram de raça, a maioria das pessoas foi embora.

Saiba mais

  • ONG resgata 135 cães de canil acusado de maus-tratos

    ONG resgata 135 cães de canil acusado de maus-tratos

Muitas pessoas esperavam adotar os cães de raça resgatados do canil, porém estes ainda estão em tratamento. Havia 30 cães disponíveis para a adoção, mas apenas nove foram adotados. “A maioria foi embora sem nem ao menos olhar nossos vira-latas. Espero que amanhão seja diferente”, disse Luisa Mell. Neste sábado, 6, o instituto vai promover outra feira de adoção, dessa vez na zona leste da cidade, no Jardim Anália Franco, das 10 horas às 18 horas.

Para mais informações, basta acompanhar o perfil da ONG no Instagram no seguinte endereço de internet: https://www.instagram.com/institutoluisamell/.

Com informações da Agência Estado

Luisa Mell relata polêmica desistência de pessoas em feira de adoção
Rate this post
Sobe para sete o número de crianças mortas no incêndio da creche em Janaúba
Califórnia se torna primeiro 'santuário' para imigrantes nos EUA