Mais de 27 mil refugiados passam de Mianmar para Bangladesh

Sam Jahan / AFP

Cox’s Bazar, Bangladesh – Mais de 27 mil refugiados de Mianmar chegaram ao território do vizinho Bangladesh em uma semana, fugindo dos combates entre os rebeldes muçulmanos rohingyas e o exército de Mianmar, acusado por ativistas de ter matado 130 civis da mesma localidade. 

Segundo os últimos dados divulgados nesta sexta-feira pela ONU, 27.400 pessoas chegaram a Bangladesh desde sexta-feira (1/9) passada e cerca de 20 mil estariam presas na fronteira. Esses refugiados são majoritariamente rohingyas.

Saiba mais

Paralelamente, Chris Lewa, do projeto Arakan, organização de defesa dos direitos dos rohingyas, disse à AFP “que forças de segurança acompanhadas por colonos da etnia rakhine atacaram no domingo o povoado, queimaram casas e atiraram contra os rohingyas que fugiam”. “Segundo uma lista que pudemos estabelecer, 130 pessoas morreram, entre elas mulheres e crianças”, acrescentou.

Leia mais notícias em Mundo
Os combates começaram no dia 25 de agosto, quando centenas de homens, que fariam parte do Arakan Rohingya Salvation Army (ARSA), atacaram várias delegacias de polícia do estado de Rakhine (Mianmar), dando lugar aos maiores episódios violentos há meses.
Os confrontos levaram milhares de civis, principalmente membros da minoria rohingyas, perseguida, a abandonar suas casas. Mais de 400 mil rohingyas se encontram em Bangladesh, um país que não quer mais acolhê-los e que fechou sua fronteira com Mianmar.
Os rohingyas, muçulmanos sunitas, falam um dialeto de origem bengali utilizado no sudeste de Bangladesh, de onde são originários. Quase um milhão deles moram em Mianmar, país majoritariamente budista, boa parte nos campos de refugiados, principalmente no estado de Rakhine, no noroeste do país.
Mais de 27 mil refugiados passam de Mianmar para Bangladesh
Rate this post
Mossul comemora festa do Sacrifício sem o EI pela primeira vez desde 2014
Presidente da Síria, Bashar al-Assad, faz rara aparição fora de Damasco