Milícias curdas asseguram que tomaram rua estratégica no centro de Al Raqqa

EPA/Sedat Suna/Ag.Lusa/Arquivo Refugiados sírios aguardam na fronteira com a Turquia para fugir do EI

As Forças da Síria Democrática (FSD), uma aliança armada liderada por milícias curdas, garantiram nesta segunda-feira (24/7) que tomaram o controle da estratégica rua de Seif al Daula, em pleno centro da cidade de Al Raqqa, reduto do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) no nordeste da Síria. A informação é da EFE.

As FSD indicaram, através da rede do aplicativo Telegram, que expulsaram totalmente os extremistas dessa via, que separa os bairros do leste e oeste do centro antigo da cidade.
O Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH), que não confirmou este progresso, indicou que as FSD já controlam 41% da superfície de Al Raqqa, onde iniciaram uma ofensiva apoiada pela coalizão internacional liderada pelos EUA a partir do dia 6 de junho.
De acordo com a recontagem do OSDH, pelo menos 286 civis, entre eles 50 crianças, morreram na cidade desde essa data, enquanto que 434 integrantes do EI e 198 das FSD perderam a vida, entre eles um americano e um britânico.
Por outro lado, na província vizinha de Deir ez Zor, o Observatório Sírio informou que pelo menos quatro civis morreram hoje e vários ficaram feridos por um bombardeio de supostos aviões russos na localidade da Al Mayadin, no leste da região.
Nos últimos dias, a Força Aérea da Rússia, aliada do governo sírio, intensificou os bombardeios em Deir ez Zor, uma província quase totalmente controlada pelo EI, exceto por alguns bairros de sua capital homônima e seu aeroporto militar, que estão em poder dos efetivos governamentais sírios.
Milícias curdas asseguram que tomaram rua estratégica no centro de Al Raqqa
Rate this post
Suíça descarta terrorismo em ataque com motosserra que deixou cinco feridos
Explosão deixa ao menos 20 mortos cidade de Lahore, no Paquistão