Militares já estão nas ruas do Rio para reforço da segurança

Agência Brasil

Um reforço de 8.500 militares já está nas ruas do Rio para reforçar a segurança no Estado nesta sexta-feira (28/7). Segundo o ministro da Defesa, Raul Jungmann, as Forças Armadas começaram hoje uma operação de “reconhecimento” das áreas do Estado conflagradas pelo crime. Nesta primeira fase, os militares informaram que farão uma ambientação do território, dividido em regiões. Terão o apoio de 620 agentes da Força Nacional de Segurança e 1.120 da Polícia Rodoviária Federal (PRF) – 740 desses já estavam no Rio.

Leia mais notícias em Brasil

O ministro ressaltou que as tropas vão atuar em operações de inteligência (coleta de informações) integradas com as polícias Civil e Militar. Como em entrevista anteriores, Jungmann ressaltou que as Forças Armadas não vão fazer patrulhamento ostensivo – o que aconteceu em outras operações, como durante a Copa do Mundo e a Olimpíada.
ambém não haverá ocupação de territórios pelos militares. As Forças Armadas, porém, recorrerão a blitze no trânsito, como as iniciadas nesta sexta-feira, para produzir inteligência.
“Nós vamos atuar pontualmente. Não será uma ação de ocupação de território como fizemos, por exemplo, no Complexo da Maré. Isso dá uma sensação de segurança, mas quando nos retiramos, volta a situação de medo”, justificou.
Desta vez, as equipes dos militares colherão informações que serão usadas posteriormente em ações específicas. Essas mesmas equipes participarão dessas operações de combate ao crime. “Não estamos dizendo que vamos resolver o problema em um passe de mágica, mas queremos dizer que estamos dispostos a trabalhar duro, e vocês podem nos cobrar”, disse o ministro. 
Militares já estão nas ruas do Rio para reforço da segurança
Rate this post
Restos mortais provam que habitantes originais de Canaã não desapareceram
Anvisa apura denúncias de uso de furadeiras domésticas em cirurgias