Morre vigia que provocou tragédia com crianças em creche de Janaúba

Polícia Militar/Divulgação Vigia trabalhava há oito anos na prefeitura da cidade

O número de mortos na tragédia na creche de Janaúba, na Região Norte de Minas Gerais, subiu para seis. Morreu na tarde desta quinta-feira o vigia Damião Soares dos Santos, de 50 anos, o autor da tragédia. A informação foi confirmada pela Polícia Militar (PM). Ele sofreu uma parada cardíaca no Hospital Municipal. As outras vítimas são quatro crianças e uma professora. Ao menos outras 20 pessoas seguem internadas em hospitais da cidade e em municípios vizinhos. Algumas delas em estado grave.

Saiba mais

  • “É catastrófico”, diz prefeito sobre tragédia com crianças em creche em MG

  • Vítimas de tragédia em creche em Janaúba são identificadas

    Vítimas de tragédia em creche em Janaúba são identificadas

  • Vigia que colocou fogo em crianças em creche foi entregar atestado médico

    Vigia que colocou fogo em crianças em creche foi entregar atestado médico

  • População se organiza para ajudar parentes de vítimas de incêndio em creche

    População se organiza para ajudar parentes de vítimas de incêndio em creche

O prefeito da cidade, Carlos Isaildon Mendes (PSDB) afirmou que o vigia que provocou a tragédia trabalha na prefeitura da cidade desde 2008 e não tinha nenhum registro de ocorrência em seu currículo. Segundo o administrador municipal, Damião estava de férias e foi ao local para entregar um atestado médico. Porém, por causas ainda desconhecidas, cometeu o crime. 

De acordo com a assessoria de imprensa da Prefeitura de Janaúba, Damião chegou à creche com uma mochila rosa nas costas. Ao tocar a campainha, funcionários teriam achado estranho a presença do vigia fora do horário de trabalho, mas ele teria dito que iria entregar um atestado médico à direção da unidade.
Ainda segundo a assessoria, Damião levava na bolsa um líquido inflamável, possivelmente álcool ou gasolina, que usou para atear fogo no próprio corpo. Funcionários informaram ainda que ele abraçou crianças que também começaram a ter os corpos incendiados. A sala onde os alunos estavam tem grades na janela e teto de PVC, uma espécie de material plástico, também inflamável.

Vítimas

No momento da tragédia, quatro crianças morreram. São elas: Luiz David Ferreira, de 4 anos, Ana Clara Ferreira, de 4, Ruan Miguel Santos Silva, de 4, Juan Pablo Cruz dos Santos, de 4. No início da tarde, morreu a professora Helley Abreu Batista.
Morre vigia que provocou tragédia com crianças em creche de Janaúba
Rate this post
Legisladores sugerem tímido avanço em discussão sobre armas nos EUA
118 indígenas foram assassinados no Brasil em 2016, aponta relatório