Moscou espera que Trump repense sua decisão sobre acordo nuclear iraniano

Saul Loeb / AFP

Moscou acredita que presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, repense sua decisão sobre o futuro do acordo nuclear com o Irã, afirmou nesta sexta-feira (6/10) o ministro de Relações Exteriores russo, Sergey Lavrov. A informação é da Agência EFE.

“Esperamos que a decisão final que será adotada pelo presidente dos Estados Unidos parta da realidade, porque trata-se de um programa extremamente necessário”, disse Lavrov em coletiva de imprensa em Astana.
Segundo o responsável da diplomacia russa, o acordo, conhecido formalmente como Plano de Ação Integral Conjunto (JCPOA), constitui “uma das conquistas mais importantes da comunidade internacional” e “contribui para reforçar o regime da não-proliferação de armas nucleares”. “Por isso, sua plena conservação seria muito importante e a participação dos EUA nesse processo é, sem dúvida, um fator muito relevante”, explicou.
Leia mais notícias em Mundo
Trump reiterou anteriormente que Teerã não está cumprindo com o “espírito” do pacto que acordou com os Estados Unidos, então governado por Barack Obama, e outras cinco potências mundiais, Alemanha, China, Rússia, França e Reino Unido. O presidente americano anunciou, além disso, que está a ponto de revelar sua decisão sobre se deve parar de certificar o acordo nuclear do Irã.
A decisão de Trump não significa a saída dos Estados Unidos do acordo com o Irã, mas abre um processo que poderia desembocar no reatamento das sanções a Teerã pelo seu programa nuclear, um passo que provavelmente suporia o fim do pacto que une esses dois países e às outras cinco potências.
Moscou espera que Trump repense sua decisão sobre acordo nuclear iraniano
Rate this post
ONU estima que recuperação do Caribe, após furacões, pode levar décadas
Grupo de deputados conservadores pede a renúncia de Theresa May