Neymar, Cristiano Ronaldo e Messi reagem a atentado em Barcelona

LLUIS GENE / AFP

O brasileiro Neymar, recém-contratado pelo PSG, seu ex-companheiro de Barça, o argentino Messi, e o atacante português do Real Madrid, Cristiano Ronaldo, manifestaram sua consternação nesta quinta-feira (17/8) pelo ataque em Barcelona, onde uma van avançou sobre a multidão, deixando ao menos 13 mortos e 50 feridos.
“Que Deus conforte todas as famílias. #PrayForBarcelona te quiero BARCELONA”, escreveu Neymar em sua conta no Twitter.
“Consternado com as notícias que chegam de Barcelona. Todo o meu apoio e solidariedade à família e aos amigos das vítimas”, tuitou Cristiano em sua conta oficial após o ataque reivindicado pelo grupo extremista Estado Islâmico.
Seu grande rival no FC Barcelona, o argentino Lionel Messi, usou a sua conta no Instagram para “enviar as minhas condolências e todo o meu apoio às famílias e aos amigos das vítimas do terrível atentado em nossa amada Barcelona, além de repudiar totalmente qualquer ato de violência”.

Saiba mais

“Não vamos nos render, somos muitos mais os que querem viver em um mundo de paz, sem ódio e onde o respeito e a tolerância sejam as bases da convivência”, acrescentou o astro argentino do Barça, junto a uma foto panorâmica de Barcelona em preto e branco, e com um laço preto sobreposto.

Seu companheiro de equipe Gerard Piqué tuitou pedindo que estejam “mais do que nunca todos juntos contra este ataque a nossa cidade. Todo o meu apoio aos atingidos por esta barbárie”.
“Destruído pelo que aconteceu em Barcelona! Todo o meu apoio às famílias atingidas e à cidade”, publicou em sua conta no Twitter o tenista espanhol Rafael Nadal, enquanto seu amigo, o jogador de basquete Pau Gasol, se declarou “destruído pelo ocorrido em Las Ramblas de Barcelona. Todo o meu apoio às vítimas, aos feridos e aos familiares neste momento tão difícil”.
“Consternado com o que aconteceu em Barcelona. Muita força aos atingidos”, escreveu o piloto de Moto2 Álex Márquez no Twitter, assim como seu irmão Marc, atual campeão mundial de MotoGP, que se declarou “comovido pelo que aconteceu em Barcelona! Impotência máxima…”.
Marc Márquez acompanha a sua mensagem com uma imagem de um círculo formado com a frase “Te amo Barcelona”, também em catalão, com um grande coração.
De Portugal, o goleiro do Porto, Iker Casillas, publicou: “que tristeza. Toda a minha solidariedade às vítimas e suas famílias. Muita força Barcelona”.
E de Paris, cidade que também sofreu atentados deste tipo, o técnico do PSG, Unai Emery, se mostrou “muito triste pelas notícias que chegam de Barcelona, pela desgraça, mais um dia obscuro. Todo o meu apoio às vítimas e as suas famílias”.
“Não ao terrorismo. Não à ditadura do medo. Parem o terrorismo”, tuitou o capitão do Real Madrid, Sergio Ramos, colocando a imagem de um coração partido.
O clube publicou um comunicado oficial mostrando “a sua mais profunda consternação pelo atentado sofrido na cidade de Barcelona”. 
O FC Barcelona também escreveu em sua conta oficial do Twitter: “com o coração triste pelo ataque a nossa cidade. Toda a força e estima às vítimas, seus familiares e cidadãos de Barcelona”.

 

O Villarreal, por sua vez, decidiu suspender a apresentação oficial do atacante colombiano Carlos Bacca “em sinal de luto” pelo atentado.
Do mundo do ciclismo, o diretor-geral da Volta a Espanha, que começa no sábado na cidade francesa de Nimes, também afirmou que “estamos consternados pelo dramático atentado em Barcelona e nossa condenação a esses feitos é total”.
Neymar, Cristiano Ronaldo e Messi reagem a atentado em Barcelona
Rate this post
Mujica pede renúncia de equipe econômica se não resolverem venda de maconha
Após atentado de Madri, Espanha é alvo de mais um ataque terrorista