Nobel de Química premia técnica de observação de biomoléculas

Jonathan Nackstrand/AFP

 

Estocolmo, Suécia – O suíço Jacques Dubochet, o americano Joachim Frank e o britânico Richard Henderson foram anunciados nesta quarta-feira (4/10) como os vencedores do Prêmio Nobel de Química pelo desenvolvimento da criomicroscopia eletrônica, um método revolucionário de observação das moléculas utilizando temperaturas muito baixas.
Leia mais notícias em Ciência & Saúde

 

Saiba mais

  • Nobel da Física vai para três investigadores de ondas gravitacionais

    Nobel da Física vai para três investigadores de ondas gravitacionais

  • Americanos vencem Nobel de Medicina por pesquisas sobre relógio biológico

    Americanos vencem Nobel de Medicina por pesquisas sobre relógio biológico

Graças a suas descobertas, “os cientistas podem agora (…) produzir estruturas tridimensionais de biomoléculas”, explicou o júri. Ainda de acordo com o comitê do Nobel, os três cientistas foram premiados “por desenvolver a microscopia crio-eletrônica para a determinação de alta resolução das estruturas de biomoléculas em soluções”.

Segundo o comitê, graças ao trabalho dos três laureados, logo será possível obter imagens dos complexos circuitos da vida em resolução atômica – isto é, com imagens que mostram objetos na escala de átomos. “A microscopia crio-eletrônica simplifica e aprimora a obtenção de imagens de biomoléculas. Esse método levou a bioquímica para uma nova era”, afirmou o comitê do Nobel.
Com Agência Estado 
Nobel de Química premia técnica de observação de biomoléculas
Rate this post
MP de SP vai investigar texto de promotor sobre negros , pobres e babás
Justiça espanhola aperta cerco sobre independentistas catalães