ONU diz que Síria foi responsável por ataque químico que matou 83 pessoas

 Omar haj kadour/ AFP A Khan Sheikhun, uma cidade rebelde na província de Idlib síria do noroeste, 100 dias após um ataque de gás tóxico que matou 88 pessoas

O regime sírio usou armas químicas em pelo menos quatro ocasiões entre março e junho deste ano, incluindo o ataque de 4 de abril, na região de Jan Shijun. A Comissão de Investigação da Organização das Nações Unidas (ONU) identificou que, nesse último ataque, o gás sarin foi utilizado pela Força Aérea. A informação é da Agência EFE.

Leia mais notícias em Mundo
Em seu 14º relatório sobre violações de direitos humanos e crimes de guerra cometidos na Síria entre os dias 1º de março e 7 de julho, a comissão diz que “entrevistas e relatórios de alerta indicam que um avião Sujoi 22 (Su-22) fez quatro ataques aéreos em Jan Shijun, às 6h45 (hora local)”.
“Somente as forças sírias operam esse tipo de avião”, afirma a comissão sobre o ataque, em que se usaram três bombas convencionais e uma química, deixando 83 pessoas mortas, entre elas 28 crianças e 23 mulheres.
ONU diz que Síria foi responsável por ataque químico que matou 83 pessoas
Rate this post
Papa embarca para Colômbia e pede oração para a Venezuela
Furacão Irma atinge as ilhas de São Bartolomeu e São Martinho