Órgãos de menina que morreu após aniversário da mãe salvam 8 pessoas

Family Handout/PA Jemima Lauzell: semanas antes da morte, jovem havia conversado com a mãe sobre a importância da doação de órgãos

Uma menina de 13 anos, que morreu de um aneurisma cerebral, foi capaz de salvar oito pessoas diferentes com a doação dos órgãos – considerado um recorde do Reino Unido. Jemima Layzell teve um aneurisma cerebral na festa de aniversário de 38 anos da mãe, Sophy. Ela foi internada, mas não resistiu e morreu quatro dias depois. As informações são do jornal Metro. 

 

Leia mais notícias em Mundo 

 

Apesar de estar muito abalada com a morte cerebral de Jemima, Sophy não hesitou em doar os órgãos. Isso porque semanas antes da morte, ela conversou com a mãe sobre a importância de ser um doador. “A conversa foi provocada pela morte de alguém que conhecemos em um acidente. Jemima nunca tinha ouvido falar de doação de órgãos antes, mas entendeu a importância disso”.

 

Saiba mais

A família de Jemima, que morava em Somerset, foi informada pelo NHS Blood and Transplant que os órgãos da menina haviam salvado oito pessoas diferentes em todo o Reino Unido, incluindo cinco crianças.

 

Os intestinos, coração, pâncreas e fígado (que foi dividido em dois para ajudar duas pessoas) foram utilizados, assim como os pulmões e os rins. “A decisão de doar os órgãos de Jemima foi difícil, mas sentimos que estava certo e sabíamos que ela era a favor da doação”, disse Sophy.

 

Emocionada, Sophy ressaltou a importância da doação de órgãos. “O instinto de todos os pais é dizer não, porque estamos programados para proteger nossos filhos. E somente com conhecimento prévio do acordo de Jemima é que pudemos dizer sim. Ela era adorável, inteligente, engraçada, compassiva e criativa – e nós temos certeza de que ela ficaria muito orgulhosa de seu legado.”

Órgãos de menina que morreu após aniversário da mãe salvam 8 pessoas
Rate this post
Irma devasta ilhas do Caribe; Flórida e Cuba se preparam
Congresso dos EUA aprova ajuda para vítimas do furacão Harvey