País deve ter recordes de temperaturas baixas a partir da próxima semana

Mycchel Hudsonn Legnaghi/São Joaquim Online Árvore congelada em São Joaquim (RS): massa polar que deixou a Argentina fez a temperatura despencar no país

A massa de ar polar, que deixou quatro mortos na Argentina, chegou ao Brasil na segunda-feira e deve causar uma forte onda de frio nos próximos dias nas regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e em parte da Norte. Os meteorologistas estimam que os recordes de temperaturas baixas em cidades brasileiras devem ser batidos a partir da semana que vem.
A massa polar provocou nevascas durante o fim de semana na Argentina, principalmente em Bariloche, que registrou, segundo o Serviço Meteorológico Nacional, a sua menor temperatura histórica: -25,4°C, quatro graus a menos do que a marca anterior, de 1963. A frente fria também quebrou recordes em Santiago, no Chile, que marcou a maior nevasca desde 1971.

Saiba mais

No Brasil, o frio chegou com maior intensidade ao Sul do país. Ontem, o Rio Grande do Sul registrou queda de neve granular. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), as cidades de Canela, Gramado e Caxias do Sul, na serra gaúcha, e Palmeira das Missões, na região noroeste do estado, registraram o fenômeno. Além da possibilidade de neve e geada nas áreas de serra gaúcha, os ventos podem ficar mais fortes, e o mar, agitado.

Conforme a Climatempo, essa é a massa de ar mais forte que chegou ao Brasil e se instala em toda América Latina neste ano. “Ao que tudo indica, o poder de frio dessa polar será maior do que o da massa polar que gelou o Brasil nos últimos dias de abril”, informa boletim do instituto de meteorologia. “Muitos recordes de frio serão batidos na passagem dessa massa de ar polar e é possível que o Brasil tenha as mais baixas temperaturas do ano até agora.”
O frio se instalou de Norte a Sul do Brasil, e várias capitais bateram recorde ontem. De acordo com o registro do Inmet, Campo Grande atingiu 4,4°C; Cuiabá, 9,0°C; Curitiba, 2,2°C; e Florianópolis, Porto Alegre e Rio Branco, 5,3°C,  2,9°C, e 12°C, respectivamente. Em Bom Jardim da Serra, a temperatura foi de -7,4°C, a mais baixa do ano no país. No DF, a massa polar deve chegar mais amena, com temperatura mínima de 10°C. A umidade do ar deve cair no decorrer da semana.

Falta agasalho para tanto frio

Desacostumada com o frio, Yara Santos, baiana nascida em Cafarnaum, cidade do sertão, se mudou para Brasília há um ano e diz sofrer com as baixas temperaturas. “Mesmo tirando minhas blusas de mangas compridas do guarda-roupa, ainda sinto falta de agasalhos mais pesados para dar conta desse frio”, afirma a operadora de telemarketing.
A Climatempo emitiu alerta amarelo, de perigo potencial, para declínio de temperatura em diversos estados brasileiros, como o Acre, e parte do Amazonas, de Minas Gerais e de São Paulo. No Rio de Janeiro, o alerta é de perigo para vendaval, com possibilidade de árvores derrubadas e destelhamento de casas por conta de ventos de até 99km/h.
País deve ter recordes de temperaturas baixas a partir da próxima semana
Rate this post
Oposição na Venezuela planeja anunciar, hoje, acordo para governo de união
'Curador' do desafio da Baleia azul teria feito ao menos 40 vítimas