População se organiza para ajudar parentes de vítimas de incêndio em creche

Divulgação Sala onde o vigia ateou fogo nas crianças

Pelo Facebook, moradores de Montes Claros, cidade mineira a duas horas de distância de Janaúba, cenário de tragédia em uma creche na manhã desta quinta-feira (5/10), que teve ao menos quatro crianças mortas e 22 feridos, estão se oferecendo para dar abrigo, banho e alimentação para pais de crianças que tiveram de viajar para acompanham o atendimento as seus filhos. 

Saiba mais

  • Morre vigia que provocou tragédia com crianças em creche de Janaúba

    Morre vigia que provocou tragédia com crianças em creche de Janaúba

  • Vítimas de tragédia em creche em Janaúba são identificadas

    Vítimas de tragédia em creche em Janaúba são identificadas

  • “É catastrófico”, diz prefeito sobre tragédia com crianças em creche em MG

“A psicóloga da prefeitura me ligou e avisou que pelo menos uma mãe de uma das crianças já vai vir aqui para casa”, disse a cozinheira Edisa Rosa de Andrade, de 40 anos, uma das voluntárias. “As pessoas estão começando a chegar aqui. Minha casa fica a 10 minutos de distância da Santa Casa. Quando soubemos da tragédia, a gente se ofereceu para dar alguma ajuda para quem vier acompanhar os filhos”, afirmou. Sua irmã, Darciza de Rosa Andrade, de 46, também é uma das voluntárias.

As irmãs repassaram seus telefones para conhecidos da região. Ainda nas redes sociais, a Prefeitura de Janaúba está pedindo à população das região ajuda com itens básicos de atendimento médico. 
A lista inclui luvas de procedimento, jalecos e medicamentos, como morfina e dipirona injetável. O Corpo de Bombeiros também está recebendo donativos para os hospitais da região. 
O governador de Minas, Fernando Pimentel (PT), está se dirigindo à região. Pelo Twitter, ele divulgou nota em que afirma que “todo o dispositivo médico necessário para o socorro das vítimas já foi acionado”.
População se organiza para ajudar parentes de vítimas de incêndio em creche
Rate this post
Vítimas de tragédia em creche em Janaúba são identificadas
Legisladores sugerem tímido avanço em discussão sobre armas nos EUA