Preso em Luziânia, líder do tráfico carioca será transferido para o Rio

PCDF/Divicom Nilson, como era conhecido no DF, veio para a região em 2012, quando houve pacificação da comunidade que liderava, no Rio
De acordo com o delegado Leonardo de Castro, da Coordenação de Repressão às Drogas (Cord), Nilson vai ficar preso em Bangu e deve pegar, no mínimo, 30 anos de prisão. Ele estava foragido havia sete anos. A operação que resultou em sua prisão contou com cerca de 40 policiais e oito viaturas. Atuaram, além da Cord, a Divisão de Operações Especiais (DOE) e a Divisão de Operações Aéreas (DOA).
Nilson se mudou para a região do Entorno em 2012, quando houve a pacificação da comunidade que liderava, no Rio. Aqui, tornou-se um fiel seguidor da Igreja Presbiteriana Batista. 

[embedded content]

Violência

Segundo a Polícia Civil, ele é conhecido por seus métodos violentos em ações de ataques a policiais da Unidade de Polícia Pacificadora do Rio de Janeiro. Ele faz parte de uma das maiores facções criminosas do Rio de Janeiro, o Comando Vermelho.
De acordo com o delegado, os próximos passos da Polícia Civil do DF (PCDF) serão apurar se havia alguma atuação criminosa do traficante no DF ou Entorno.
Preso em Luziânia, líder do tráfico carioca será transferido para o Rio
Rate this post
Deslisamento de terra deixa centenas de mortos em Serra Leoa
Para especialistas, retórica de Trump causou ocorrido em Charlottesville