STJ retoma julgamento de perdas nas poupanças com planos econômicos

Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press
Está marcado para as 14h de hoje (27/9) o julgamento das ações de correntistas que pedem ressarcimento de perdas ocorridas nas poupanças com os planos econômicos Bresser (1987), Verão (1989) e Collor 1 e 2 (1990) e Collor 2 (1991). Os autos tramitam na Justiça há cerca de 30 anos. Após pedido de vista do ministro Ricardo Villas Bôas Cueva, o julgamento de dois recursos havia sido interrompido no dia 13 deste mês.
Até o momento, os poupadores estão em vantagem no Tribunal. O único voto proferido, do ministro e relator do caso, Raul Araújo, é a favor do ressarcimento. Mais sete ministros devem se manifestar até o fim do julgamento, além do presidente do STJ, em caso de empate.
Em seu pronunciamento, o ministro Raul Araújo, se posicionou a favor de que todos os poupadores que se consideraram lesados e pediram ressarcimento das perdas em ações coletivas possam ser incluídos pela decisão final e eventuais acordos. Os bancos pedem que apenas os correntistas filiados às associações sejam beneficiados. 
De acordo com as associações que defendem os poupadores, a tentativa é de reduzir o conjunto de eventuais beneficiários da ação. 
STJ retoma julgamento de perdas nas poupanças com planos econômicos
Rate this post
CCJ do Senado adia votação de PEC que prevê redução da maioridade penal
Republicanos rejeitam candidato de Trump em primária no Alabama