Suíça se oferece como mediadora em crise da Coreia do Norte

A presidente da Suíça, Doris Leuthard, afirmou nesta segunda-feira (4/9) que o país dela poderia mediar o impasse entre a Coreia do Norte e outras nações por causa dos programas nuclear e de mísseis de Pyongyang. A líder lembrou que a Suíça tem representado interesses dos Estados Unidos em lugares como Irã e Cuba no passado e poderiam ser usados “seus bons serviços como um mediador” para ajudar a lidar com as tensões.

“Nós estamos prontos para também oferecer nosso papel de bons ofícios como um mediador e nas próximas semanas isso tudo dependerá de como os EUA e a China podem ter influência nesta crise”, afirmou Doris.
Leia mais notícias em Mundo
Cidades da Suíça sediaram numerosos esforços internacionais ao longo dos anos. Além disso, o líder norte-coreano estudou no país. Falando a repórteres na capital suíça, Berna, a presidente disse: “Talvez essas ações da Coreia do Norte sejam também um convite para o diálogo: veremos”. Segundo ela, “é realmente hora de diálogo”.  
Suíça se oferece como mediadora em crise da Coreia do Norte
Rate this post
Comissão da ONU acusa Burundi de cometer crimes contra a humanidade
Justiça francesa vai se pronunciar amanhã sobre fotos de Kate em topless