Trump decide sobre permissão de estadia de 800 mil jovens sem documentos

Nicholas Kamm /AFP

Washington, Estados Unidos – O presidente Donald Trump deve discursar nesta terça-feira (5/9) sobre a continuidade ou não de um programa de seu antecessor Barack Obama, que permitiu a obtenção de visto de residência e trabalho a 800 mil jovens que entraram ilegalmente nos Estados Unidos quando eram crianças.

Estes imigrantes sem documentos, plenamente integrados à sociedade americana e que praticamente não conhecem seu país de nascimento, temem a possibilidade de que o presidente republicano revogue o programa DACA (Ação Diferida para Chegadas de Crianças), instaurado em 2012.

Saiba mais

  • Trump decide acabar com programa que protege menores da deportação

    Trump decide acabar com programa que protege menores da deportação

Obama criou por decreto o plano, que concede permissão de dois anos, renovável, para formalizar a situação dos jovens, ante a impossibilidade do Congresso aprovar uma norma que contemple estes casos, a Lei DREAM, acrônimo em inglês de “Desenvolvimento, Alívio e Educação para Menores Estrangeiros”. 

Por este motivo, estes imigrantes sem documentos, incluindo 800 mil se recorreram ao DACA, de acordo com dados oficiais, são conhecidos como ‘Dreamers’.
Leia mais notícias em Mundo
Trump, que assumiu a presidência em janeiro determinado a cumprir a promessa eleitoral de combate a toda imigração ilegal, teria decidido no fim de semana acabar com o DACA após um período de prorrogação de seis meses, informou na segunda-feira o site Politico.
De acordo com o portal de notícias, o prazo teria como objetivo dar tempo ao Congresso para criar um plano alternativo para os ‘Dreamers’. 
O procurador-geral Jeff Sessions, conhecido por sua postura anti-imigração, teria aconselhado o presidente a passar a responsabilidade sobre a questão ao Congresso, por considerar que estabelecer normas sobre migração compete mais ao Legislativo que ao Executivo.
O jornal New York Times também informou que Trump examinava seriamente um plano para acabar com o DACA, mas fontes do governo afirmaram que o presidente ainda poderia mudar de ideia.
Trump decide sobre permissão de estadia de 800 mil jovens sem documentos
Rate this post
Maduro cancela discurso no Conselho de Direitos Humanos da ONU
"Histeria militar" contra Coreia do Norte pode virar catástrofe, diz Putin