Vaticano desliga fontes históricas por conta de seca prolongada

[embedded content]
As fontes históricas dos escultores do século 17 Carlo Maderno e Gian Lorenzo Bernini, que preenchem a paisagem na Praça de São Pedro, no Vaticano, estavam secas na terça-feira (25/7). Por conta da estiagem prolongada na cidade-Estado e em Roma, a Santa Sé cortou o fornecimento de água das fontes das áreas internas e externas. 

Leia mas notícias em Mundo

Saiba mais

  • Papa faz apelo à moderação e ao diálogo entre palestinos e israelenses

    Papa faz apelo à moderação e ao diálogo entre palestinos e israelenses

  • Papa Francisco doa 25 mil euros para o combate à fome na África

    Papa Francisco doa 25 mil euros para o combate à fome na África

  • Papa Francisco coloca um aviso em sua porta: 'É proibido reclamar'

    Papa Francisco coloca um aviso em sua porta: ‘É proibido reclamar’

Segundo a Rádio Vaticano, a decisão é coerente com os ensinamentos do papa Francisco em prol da defesa do meio ambiente. Em 2015, o pontífice expressou os  seus receios ambientais, através de uma encíclica em que denunciava o desperdício de água e alertava para a importância da água potável.

Em um período de temperaturas sufocantes, muitas das 300 fontes da região foram desativadas e outras ainda devem ser desligadas. O clima afetou a agricultura e forçou Roma a considerar o racionamento de água.
Dez regiões em todo o país pedem a declaração de estado de emergência, depois da segunda primavera mais seca na Itália em 60 anos.
Vaticano desliga fontes históricas por conta de seca prolongada
Rate this post
Em Seropédica, animais passam por reabilitação antes de voltarem à natureza
Trump diz que as Forças Armadas dos EUA não aceitarão pessoas transgênero