A Itália comemora aumento recorde nas exportações de vinho

Itália comemora o aumento recorde de 5,9% nas exportações de vinho(foto: AFP)Itália comemora o aumento recorde de 5,9% nas exportações de vinho (foto: AFP)

 

Roma, Itália – A Itália comemorou um aumento recorde de 5,9% nas exportações de vinho nos primeiros quatro meses de 2018, informou nesta sexta-feira (10) a associação de cultivadores, Coldiretti.
Segundo cálculos dos produtores, a vindima (colheita de uvas), que começou nesta sexta, vai aumentar de 10% a 20% em comparação com 2017, atingindo 47 milhões de hectolitros de vinho.
Em 2017, a produção foi de 40 milhões de hectolitros devido à seca que afetou toda a Europa, razão pela qual a produção de vinho esteve entre as mais baixas de sua história. 
No ano passado, a Itália foi o maior produtor de vinho do continente europeu, à frente da França  (36,9 milhões de hectolitros) e da Espanha (36,8 milhões). 
O desafio para a próxima temporada é a “de se tornar o principal produtor do mundo para uma competição sadia com a França”, escreveu Coldiretti. 
Segundo fontes oficiais francesas, a produção de vinho na França será de 46 a 48 milhões de hectolitros, com um aumento de 27% em comparação com o ano de 2017. 
A colheita italiana em 2018 começou com uma semana de atraso em comparação com o ano passado, devido às chuvas torrenciais na primavera e no começo do verão, que afetaram as colheitas.
A vindima começou em Brescia (norte da Itália), com a colheita de Pinot  Chardonnay para a produção de vinhos espumantes.
A Itália comemora aumento recorde nas exportações de vinho
Rate this post
Bombardeios aéreos matam quase 30 civis no norte da Síria
'Parecia um terremoto', diz moradora sobre explosão na Usiminas de Ipatinga