Anvisa proíbe venda de lote de peixe congelado por ‘indicativa de risco’

Divulgação/Qualitá O resultado acusou presença de cestóides da Ordem Trypanorhynca e nematóide da Família Anisakidae
Foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) a proibição do lote A170216036J do “Filé de Peixe Congelado Polaca do Alasca”, da marca Qualitá, com validade em 16/2/2019, por conter evidências de matéria estranha indicativa de risco.
Com a decisão, fica proibida a comercialização do lote do produto em todo território nacional. Além disso, a Agência também determinou que a empresa Companhia Brasileira de Distribuição, responsável por distribuir o produto, promova o recolhimento do estoque existente no mercado do lote citado. 
O alimento foi reprovado em testes realizados pelo Instituto Adolfo Lutz – LACEN-SP. O resultado acusou presença de cestóides da Ordem Trypanorhynca e nematóide da Família Anisakidae. A Anvisa orienta que os consumidores, que fazem uso do produto, a entrarem em contato imediatamente com o Serviço de atendimento ao Consumidor (SAC) da empresa, para instruções a respeito do recolhimento e substituição do produto.

Empresa responde

Em nota, a empresa esclarece que, em cumprimento a determinação da Anvisa, solicitou o recolhimento do lote A170216036J do Filé de Peixe Congelado Polaca do Alasca 500g de todas as lojas que eventualmente possuem o produto em estoque. 
Ainda de acordo com a marca, são realizadas análises periódicas do item em questão, atendendo aos requisitos de qualidade exigidos pelo Ministério da Agricultura, Pecuário e Abastecimento. A empresa se coloca à disposição caso clientes desejem trocar o produto do lote em questão.
Mais informações sobre o caso podem ser obtidas através do Serviço de Atendimento ao Consumidor da marca pelo telefone 0800 15 2134, de segunda-feira à sábado, das 9h às 18h.
Anvisa proíbe venda de lote de peixe congelado por ‘indicativa de risco’
Rate this post
EUA divulgam lista de pessoas próximas a Putin que podem sofrer sanções
Parlamento da Catalunha adia sessão de posse de Puigdemont