Argentina não reconhecerá eleições na Venezuela, diz Macri em Lima

Presidente argentino Mauricio Macri (foto: AFP / Luka GONZALES )Presidente argentino Mauricio Macri (foto: AFP / Luka GONZALES )

O presidente da Argentina, Mauricio Macri, disse neste sábado (14) que seu país não reconhecerá os resultados das eleições da Venezuela e criticou a crise humanitária no país, ao falar na Cúpula das Américas, em Lima. “A Argentina vai desconhecer qualquer eleição de um processo desse tipo. Isso não é desconhecer qualquer eleição de um processo desse tipo. Isso não é uma eleição democrática”, disse Macri aos governantes.

“Temos que continuar trabalhando juntos por uma verdadeira saída democrática e pacífica para a Venezuela”, indicou o presidente.

Macri também mostrou sua preocupação com a crise humanitária no país governado por Nicolás Maduro. “Temos que redobrar nossos esforços para que o governo da Venezuela pare de negar sua realidade”, expressou.

Na sexta-feira, a oposição venezuelana pediu aos país que estão na Cúpula das América que rechacem as eleições de 20 de maio, nas quais o presidente Maduro tentará se reeleger, em um processo que consideram sem garantias do governo.

A Cúpula termina neste sábado e, além da luta contra a corrupção, os presidentes podem discutir um pedido americano para aumentar as sanções ao governo de Maduro.

Argentina não reconhecerá eleições na Venezuela, diz Macri em Lima
Rate this post
EUA estão prontos para bombardear a Síria em caso de novos ataques químicos
Sírios vão às ruas para celebrar reação a ataques liderados pelos EUA