Ganhadores de loteria deixaram de sacar R$1,26 bilhão nos últimos 4 anos

Luis Nova/Esp. CB/D.A Press No ano de 2017, 26 pessoas viraram milionárias apostando na Mega-Sena

Ganhar na loteria e não retirar o prêmio é mais comum do que parece. Somente nos últimos quatro anos, ganhadores de “fortunas” deixaram de sacar R$1,26 bilhão no país, segundo a Caixa Econômica Federal. Esse valor é referente a apostas na Mega-sena, Lotofácil, Quina, Lotomania, Timemania, Dupla Sena, Loteca, Lotogol e Federal, que, somente no ano passado, deixaram de distribuir R$ 326 milhões em premiações. Desde 2013 o valor dos prêmios não retirados tem aumentado, vide o infográfico abaixo:

 

No ano de 2017, 26 pessoas viraram milionárias apostando na Mega-Sena. São Paulo foi o estado com o maior número de ganhadores, seguido de Minas Gerais, com cinco prêmios e Paraná, com três. No Nordeste, Pernambuco, Ceará e Paraíba tiveram um ganhador durante o período.
De acordo com as regras das loterias, ganhadores de qualquer um dos sorteios da Caixa têm até 90 dias depois do anúncio dos vencedores para retirar a premiação. Depois, ela é repassada para o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES). O detalhamento dos prêmios não resgatados, por modalidade ou faixa de valor, não é divulgado pela Caixa. Porém, ela informa que a maioria do montante se refere a faixas de menores premiações em cada modalidade. “O dinheiro dos prêmios prescritos (não resgatados) é repassado integralmente ao FIES. O programa oferece créditos para estudantes cursarem o ensino superior em universidades privadas. Na maioria das vezes, esse montante decorre da soma de prêmios de pequeno valor”, informa o banco, em nota ao G1.
A Caixa Econômica explica que tenta informar os apostadores sobre os prazos e formas de recebimento dos prêmios. “Para divulgação das informações de recebimento de prêmios são utilizados cartazes nas casas lotéricas, volantes de aposta, bilhete original de aposta e o site da Caixa”, explica. Além disso, o banco também informa que os prêmios inferiores a R$ 1.797,78 podem ser resgatados em qualquer casa lotérica credenciada ou em agências da Caixa Econômica Federal. Valores que ultrapassem este montante, entretanto, só podem ser sacados nas agências da Caixa.

Saiba mais

  • Aposta por engano faz homem ganhar três vezes na Mega da Virada

    Aposta por engano faz homem ganhar três vezes na Mega da Virada

Quando um apostador é sorteado pelas loterias da Caixa, ele deve procurar uma agência, que será responsável pela checagem do bilhete e de documentos pessoais do apostador, além da emissão de uma declaração do imposto de renda (IR). Até lá, recomenda-se discrição do vencedor, sem a necessidade de comentar com amigos ou vizinhos. Quando a premiação é alta, o apostador pode procurar o gerente da agência, evitando até mesmo os funcionários de atendimento comum. Também é recomendado que, diante de valores mais altos, o vencedor procure agências longe de sua residência para manter o sigilo. O bilhete impresso pelo terminal é o único comprovante do recebimento do prêmio, portanto é imprescindível ter cuidado com ele.

Dois ganhadores “esquecidos” da última Mega-Sena da virada ainda não tinham retirado o prêmio até segunda-feira, 22 de janeiro. Eles têm até o final de março para retirar o prêmio individual de R$ 820 mil. Como o valor ultrapassa os R$ 10 mil, ambos poderiam ter resgatado o montante dois dias após se apresentarem a uma agência da Caixa.
Via Curiosamente 
Ganhadores de loteria deixaram de sacar R$1,26 bilhão nos últimos 4 anos
Rate this post
Avenida Brasil, no Rio, é liberada após acidente com morte em passarela
Descarrilamento de trem em Milão deixa ao menos 2 mortos e vários feridos